Jurista e poeta mineiro (6/7/1729-4/7/1789). Fundador do arcadismo na literatura brasileira, é um dos líderes da Inconfidência Mineira. Nasce em Mariana e é enviado para estudar no Rio de Janeiro. Forma-se em direito na Universidade de Coimbra, Portugal, e volta em 1754 para Minas Gerais, onde exerce a advocacia.

Instalado em Vila Rica, é juiz até 1773 e envolve-se com a Inconfidência Mineira, movimento que pretende libertar o Brasil do domínio português. Em 2 de julho de 1789 é preso e interrogado sobre seu envolvimento na conspiração. Dois dias depois é encontrado enforcado na cela.

As autoridades alegam suicídio, versão contestada por alguns historiadores. Segundo os Autos da Devassa, caberia a ele redigir as leis do Brasil independente tão logo o movimento fosse vitorioso. Sonetista e poeta lírico, escreve sob o nome árcade de Glauceste Satúrnio.

Os motivos bucólicos e neoclássicos e o idealismo platônico são características de sua poesia. Toda a sua criação literária está no livro Obras Poéticas (1768).