Líder espiritual do Tibet (6/7/1935-). Autoridade máxima do budismo tibetano. Os dalai-lamas são tidos como reencarnações do príncipe Cherezig - o Avalokitesvara, portador do lótus branco, que representa a compaixão.

Nasce em uma família de agricultores na aldeia de Takster, no leste do Tibet, com o nome de Lhamo Thondup. É reconhecido dalai-lama Tenzin Gyatso aos 2 anos. De acordo com os monges tibetanos, é a 14ª reencarnação do príncipe Cherezig. Separado da família aos 4 anos, muda-se para o Palácio de Potala, em Lhasa, e é nomeado líder espiritual do Tibet.

Com o nome de Jampel Ngawang Lobsang Yeshe Tenzin Gyatso, começa desde então a rigorosa preparação para dalai-lama, que inclui o estudo do budismo, de história e filosofia. Assume o poder político em 1950, ano em que o Tibet é ocupado pela China.

Em 1959, depois de liderar uma rebelião nacionalista contra o governo chinês sem sucesso, exila-se na Índia, onde permanece até hoje. É o pai espiritual de milhares de tibetanos e o Prêmio Nobel da Paz de 1989, por sua campanha pacifista contra a dominação chinesa no Tibete.