Escritor italiano (12/3/1863-5/3/1938). Autor de uma obra marcada pela sensualidade, é uma das figuras mais comentadas e controvertidas de sua época. Gaetano Rapagnetta, que fica conhecido como Gabriele D''Annunzio, nasce em Pescara.

Dedica-se cedo à literatura e, aos 16 anos, escreve Primo Vere (1789). Vai para Roma e ganha fama com o romance Il Piacere (O Prazer, 1889), oferecido à atriz Eleonora Duse, a grande paixão de sua vida, com quem mantém longa relação amorosa.

Entre seus melhores trabalhos estão o poema Laudi del Cielo, del Mare, della Terra e degli Eroi (1899) e a peça La Figlia di Iorio, inspirada em Eleonora Duse. Em 1900 ingressa na política defendendo o nacionalismo de extrema direita. Em 1911, para fugir de credores e inimigos, muda-se para Paris, onde escreve Le Martyre de Saint Sébastien, musicado depois por Debussy.

Durante a I Guerra Mundial, serve na aviação italiana e é ferido em 1916. Três anos depois toma a cidade de Fiume, ameaçada pela ocupação anglo-francesa. Torna-se seu governante, mas é deposto por tropas italianas. Em 1924 recebe de Mussolini o título de príncipe de Monte Nervoso e a propriedade de Vitoriale, onde morre.