Guerreiro mongol (1155?-18/8/1227). Fundador do vasto Império Mongol. Nasce próximo do lago Baikal, na fronteira entre a atual Sibéria e a Mongólia, e recebe o nome de Temujin. Seu pai, Yesukai, chefe de diversas tribos, morre quando ele está com 9 anos, envenenado por uma família rival.

A mãe e os quatro irmãos vivem na miséria por vários anos, até que Temujin se destaca pela personalidade forte e pela capacidade de liderança.

Por meio de alianças e campanhas militares, submete as demais tribos e se torna senhor supremo dos mongóis em 1206, quando uma assembléia de todas as tribos o proclama Genghis Khan, que significa governante universal.

Em 1215 toma Pequim e domina depois toda a China. Ao entrar em contato com a civilização chinesa, muito mais avançada, aprende a dar importância à escrita e ordena a suas tropas moderação nas práticas cruéis, passando a governar com sabedoria.

Dá um código de leis aos povos mongóis e cria a primeira escrita mongol, além de montar um eficiente sistema de comunicação com cavalos e cavaleiros. Ao morrer, em Quingshui, é o governante de um império que vai do Pacífico ao mar Negro, da Hungria à Coréia, da Sibéria ao Tibet. Em 1279, o neto de Genghis Khan, Kublai Khan, funda a dinastia chinesa Yuan.