Atriz de cinema sueca (18/9/1905-15/4/1990). Estrela dos anos 20 e 30 cujo verdadeiro nome é Greta Gustafsson. Nascida em Estocolmo, tem infância pobre e trabalha desde os 14 anos como auxiliar de barbearia e balconista.

Estréia no cinema em 1922, como coadjuvante em uma comédia. Nos dois anos seguintes estuda arte dramática no Real Teatro de Drama, de Estocolmo, onde é descoberta pelo diretor Mauritz Stiller, um dos mais importantes homens de teatro e cinema da Suécia, que lhe dá um papel importante no filme The Story of Gosta Berling (1924).

É ele também quem muda seu nome para Greta Garbo. Em 1925, Stiller é contratado pelo estúdio Metro-Goldwyn-Mayer, dos Estados Unidos (EUA), e leva Greta consigo para o cinema norte-americano. Greta torna-se uma estrela do cinema mudo e, a partir de 1930, realiza com sucesso a transição para o cinema falado.

Trabalha em 24 filmes, entre eles Grande Hotel (1932), em que pronuncia a frase que se tornaria sua marca registrada: "I want to be alone" (Quero ficar sozinha). Atua em Rainha Cristina (1933), Ana Karenina (1935) e Ninotchka (1939) - comédia do cineasta Ernst Lubitsch, em que Garbo faz o papel de uma espiã russa. Aos 36 anos, abandona o cinema e passa o resto da vida em reclusão. Morre aos 84 anos em Nova York, EUA.