Adjetivos são palavras que acompanham os substantivos para denotar finalidade, propriedade, condição ou estado do respectivo ser.

Exemplos: rapaz gentil, jardim& florido, criança enferma.

São classificados, quanto à formação, em: simples (verde, luso), compostos (verde-garrafa, vermelho-claro), primitivos (limpo, forte) e derivados (bondoso, graduado).

Os adjetivos flexionam-se também em gênero (belo-bela), número (belo-belos) e em grau (belo-belíssimo).

Flexão de gênero

a) biformes - se houver uma forma para o masculino e outra para o feminino:

cru - crua, escocês - escocesa, agressor - agressora.

b) uniformes - se forem invariáveis para ambos os gêneros:

forte, simples, fácil, feliz.

Flexão de número

A flexão dos adjetivos simples segue as mesmas normas da flexão dos substantivos:

belos, mortais, sutis, valentões.

São invariáveis os adjetivos referentes a cores, caso o segundo elemento seja um substantivo:

vestidos rosa-choque, blusas amarelo-canário.

Só varia o último elemento, quando se agrupam dois adjetivos ou palavra invariável mais adjetivo:

luso-brasileiros, recém-nascidos, semi-abertos.

Flexão de grau

O grau modula a qualidade que o adjetivo expressa. São dois: comparativo e superlativo.

No grau comparativo, confronta-se a qualidade de um ser com a qualidade de outro, verificando-se se é igual, superior ou inferior. Daí o comparativo de igualdade, de superioridade e de inferioridade.

Paula é mais estudiosa do que Patrícia.
Pedro é tão estudioso como ( ou quanto ) José.
João é menos estudioso do que Pedro.

O grau superlativo intensifica ou diminui as qualidades do ser. Pode ser:

a) absoluto - quando expressa a qualidade de um ser, no seu grau mais elevado. Subdivide-se em analítico: muito, extremamente, bastante e sintético:

amigo - amicíssimo, bom - boníssimo,
magro - magérrimo, sábio - sapientíssimo, etc.

b) relativo - quando se ressalta a qualidade de um ser com relação a outros seres que também a possuem. Pode ser:

- de superioridade, caso se intercale o adjetivo na fórmula " o mais ... de":

Este garoto é o mais inteligente de todos.
Aquela árvore é a mais alta da floresta.

- de inferioridade, se for feita a intercalação do adjetivo na fórmula " o menos ... de":

Sílvia é a menos carinhosa de todas as crianças.
Ele é o menos atento da classe.