Geralmente os concursandos se veem em uma situação complexa quando há a necessidade de classificar os termos relacionados ao nome (adjunto adnominal, complemento nominal ou aposto especificador). Seguem algumas dicas.

1) Se o termo introduzido por preposição estiver ligado a adjetivo ou advérbio, será complemento nominal. Ex.: Ele era favorável ao divórcio. (favorável = adjetivo; ao divórcio = CN)

2) Se o termo introduzido por preposição estiver ligado a substantivo, poderá ser adjunto adnominal, complemento nominal ou aposto especificador.

Dicas para a identificação

1. Veja se o substantivo (núcleo) é concreto ou abstrato.

Se concreto, APOSTO ou ADJUNTO ADNOMINAL.

a) A blusa de Pedro é linda.
Quem é linda? A blusa de Pedro. Núcleo = blusa= concreto.
Pedro é o nome da blusa? Não, então (de Pedro) é um ADJUNTO ADNOMINAL.

b) A cidade de Londrina é linda. Quem é linda? A cidade de Londrina.
Núcleo = cidade = concreto.
Londrina é o nome da cidade? Sim. Então(de Londrina) é um APOSTO ESPECIFICADOR.

c) A rua de terra será asfaltada pelo prefeito Beto Richa.
Quem será asfaltada? A rua de terra. Núcleo = rua = concreto.
Terra é o nome da rua? Não. Então (de terra) é um ADJUNTO ADNOMINAL.

d) O rio Barigui secou.
Quem secou? O rio Barigui. Núcleo = rio = concreto.
Barigui é o nome do rio? Sim. Então, Barigui é um APOSTO ESPECIFICADOR.

Se o substantivo núcleo for abstrato, teremos: adjunto adnominal ou complemento nominal.

a)  adjunto adnominal: quando tiver sentido ativo.
Ex.: A resposta do aluno foi satisfatória. (o aluno deu a resposta: sentido ativo)

b)  Complemento nominal: quando tiver sentido passivo.
Ex.: A resposta ao aluno foi satisfatória. (o aluno recebeu a resposta: sentido passivo)

Classifique sintaticamente os termos destacados em complemento nominal, aposto especificador ou adjunto adnominal.

  • Não se esqueça de que os substantivos derivados de verbos são abstratos.

A venda = vender
A construção = construir
A torcida = torcer
O estudo = estudar

a) A crítica da torcida foi importante para os jogadores.
b) A crítica à torcida foi ferina.
c) O discurso do orador foi longo.
d) Gosto de doce de abacaxi.
e) Impediram a derrubada da mata.
f) A professora Helena tem paixão por carros antigos.
g) O café é benéfico à saúde.

Respostas comentadas

a) Passo 1: da torcida está depois do substantivo crítica (abstrato)
Passo 2: a torcida faz a crítica: sentido ativo= adjunto adnominal.

b) Passo 1: da torcida está depois do substantivo crítica (abstrato)
Passo 2: a torcida recebe a crítica: sentido passivo= complemento nominal.

c) Passo 1: do orador está depois do substantivo discurso (abstrato).
Passo 2: o orador faz o discurso: sentido ativo= adjunto adnominal.

d) Passo 1: de abacaxi está depois do substantivo doce(concreto)
Passo 2: como abacaxi não é o nome do doce e sim do que foi feito, então de abacaxi é adjunto adnominal.

e) Passo 1: da mata está depois do substantivo derrubada (abstrato)
Passo 2: a mata foi derrubada = sentido passivo= complemento nominal .

f) Passo 1: Helena está depois do substantivo professora (concreto)
Passo 2: Helena é o nome da professora. Então, Helena é um aposto especificador.

Passo 1: por carros antigos está depois do substantivo paixão(abstrato). Se o substantivo for abstrato, há duas opções: adjunto adnominal ou complemento nominal. E agora? Agora é simples. O adjunto adnominal só poderá ser introduzido pela preposição DE. Moleza, não? A preposição é POR ( por carros antigos), então, complemento nominal.

g) Passo 1: à saúde está depois do adjetivo benéfico. Já dá para matar que é complemento nominal. Se você deixou passar essa informação, observe que a preposição é o (A), então só pode ser complemento.