Absenteísmo e Procrastinação

Em qualquer empresa - durante a execução do trabalho de seus profissionais - encontramos atitudes que, paradoxalmente, deixam a desejar no desempenho profissional, seja de forma consciente ou mesmo inconscientemente.

Está claro que tais atitudes provocam prejuízos na realização de qualquer trabalho, tornando-se uma fonte geradora dos famosos CUSTOS OCULTOS de uma empresa.

Dentre os mais famosos custos ocultos podemos citar:

ABSENTEÍSMO ou ABSENTISMO: Falta de assiduidade. Recusa não declarada em fazer alguma coisa. Negação silenciosa em participar do espírito de equipe. Atraso constante na realização de um trabalho.

PROCRASTINAÇÃO: Adiamento da execução de uma responsabilidade. A não-execução vem fundamentada de inúmeras explicações e desculpas; mas que não justificam a falta de responsabilidade.

Quando detectadas essas atitudes no grupo, o caminho para o supervisor e/ou gerente é avaliar se a causa ainda é individual ou se já espalhou para vários elementos do grupo.

Logo a seguir, identificar se é falta de informação profissional no(s) indivíduos(s) ou então tratar-se de algum tipo de transtorno psíquico ocasional / constante.

No primeiro caso, o TREINAMENTO poderá corrigir grande parte da problemática, enquanto que para o outro caso, somente a psicoterapia poderá obter resultados suficientemente bons.

Assim, podemos abordar de forma honesta  o conceito de C R Í T I C A. Crítica (com o simples propósito de conflitar) ou outra opinião?

Antes – porém - é necessário distinguir OPINIÂO de FATOFato não se critica, pois é pura realidade.

Não podemos mudar os fatos, a menos que tentemos enganar a nós mesmos.

opinião (que é pessoal e particular) pode-se talvez criticar; ou emitir outra opinião sobre o tema, desde que não se esteja querendo mudar a realidade de um FATO.

Tendemos a querer  não  aceitar uma  expressão  diferente da nossa, desejando que todos concordem com nossas ideias.

Não  estamos  acostumados   a  considerar  válida uma  opinião DIFERENTE da nossa.

Precisamos refletir muito sobre isso:  a  grande  necessidade  de reconhecer, entender e/ou aceitar as diferenças pessoais como os gostos, as preferências, as etnias e tantas outras.

Em Psicanálise o reconhecimento do OUTRO (outra pessoa) com suas qualidades, virtudes e deficiências é o "cimento" que liga as relações humanas dos indivíduos de uma família em toda a rede social da comunidade.


Últimas Notícias

IBGE prevê cerca de 1,5 mil vagas em concurso ainda em 2014

IBGE prevê cerca de 1,5 mil vagas em concurso ainda em 2014

Quinta, 14/08/14
O IBGE espera autorização do governo federal para realizar um concurso público, ... mais »
UFPB divulga edital oferecendo 16 vagas para docentes em João Pessoa

UFPB divulga edital oferecendo 16 vagas para docentes em João Pessoa

Quinta, 14/08/14
Os candidatos que desejarem realizar sua inscrição devem procurar a secretaria d... mais »
Ministério do Planejamento autoriza concurso com mais de 100 vagas para o INPI

Ministério do Planejamento autoriza concurso com mais de 100 vagas para o INPI

Quinta, 14/08/14
As 140 vagas à serem preenchidas são para os cargos de Pesquisador em Propriedad... mais »

Publique seu artigo

Utilize o espaço que o Algo Sobre disponibiliza para você professor, jornalista ou estudante divulgar seu trabalho com publicações no site.

Enviar agora