Inicio seta Biologia seta Origem da Dengue

Origem da Dengue

Avaliação: 4.3 / 5 (9 votos)

De origem espanhola, a palavra dengue significa "melindre", "manha", estado em que se encontra a pessoa contaminada pelo arbovírus (abreviatura do inglês de arthropod-bornvirus, vírus oriundo dos artrópodos), no caso,é encontrado na fêmea do mosquito Aedes aegypti ou na do Aedes albopictus, esse último conhecido como "tigre asiático" .

Esse vírus está presente no Brasil desde 1982 na forma benigna, mas a partir de 1990 têm sido registrados alguns casos de dengue hemorrágica, que pode levar à morte.

Aedes Aegypti

No Brasil, o agente transmissor da dengue é o Aedes aegypti, um mosquito pequeno, delgado e escuro, que possui hábitos diurnos e vive dentro ou nas proximidades das habitações urbanas. Sua reprodução ocorre em locais de água parada, como lagos, poças de água e água contida em garrafas, vasos, pneus velhos jogados em quintais.

Sintomas

Após um período de incubação de alguns dias, a doença manifesta-se desencadeando uma febre súbita, acompanhada de fortes dores musculares e nas articulações ósseas - daí o nome popular de "quebra-ossos". Surgem manchas avermelhadas no corpo, dores de cabeça e nítida sensação de cansaço, além de fotofobia (aversão à luz), lacrimação, inflamação na garganta e sangramento na boca e nariz.

Não existe tratamento especial para a doença, mas é indispensável os seguintes cuidados: manter-se em repouso; beber muito líquido e, quando indicado por médicos, o uso de medicamentos para alívio das dores e interrupção do estado febril, porém nunca medicamentos que contenham ácido acetil salicílico, como a Aspirina e o AAS.

Ilustração

A foto mostra uma célula de mosquito Aedes aegypti. Os vírus são os pequenos pontos pretos localizados dentro de vesículas, na parte inferior da imagem.

Profilaxia

Eliminar os focos de reprodução como retirar água parada no interior de garrafas, pneus e vasos; tampar caixas-d'água; usar tela protetora em janelas e portas para impedir o acesso do mosquito (em residências próximas a lagos, rios e represas); usar inseticida e desinfetantes domésticos, que embora não eliminam, podem diminuir a presença dos mosquitos.

Como existem variedades de vírus causadores da dengue, a pessoa infectada só adquire imunidade à variedade que adquiriu.

É importante distinguir o dengue clássico do hemorrágico, que tem no presente momento relatos de óbitos no Rio de Janeiro (04/98), e que está provavelmente ligado a um mecanismo imunológico.

Saiba mais sobre a dengue hemorrágica: " Parece estar ligado a um mecanismo imunológico decorrente de sensibilização prévia, onde, em uma segunda infecção, os anticorpos tipo Ig G, subneutralizantes para outros sorotipos, formariam imunocomplexos com o antígeno circulante, afetando profundamente as membranas plasmáticas dos fagócitos mononucleares e facilitando a migração dos antígenos virais aos tecidos da medula óssea, fígado, baço e gânglios linfático. Podem, também, provocar hemorragias digestivas, distúrbios de coagulação sanguínea, trombocitopenia e coagulação intravascular disseminada, levando ao óbito."


 

MM - MMXIII © Algo Sobre Vestibular, Enem e Concurso
Quem somos | Feed | Cadastre-se | Anunciar | Release | Termos do Uso
Você está sendo registrado com suas credenciais do Facebook.