Inicio seta Redação seta Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação

Avaliação: 5.0 / 5 (3 votos)

Inicialmente, é importante ressaltar que uma prova de redação deve avaliar não só a capacidade de o candidato produzir um texto expositivo ou argumentativo, mas também de ler e interpretar o(s) texto(s) motivador(es) sugerido(s) para auxiliar o candidato. 

Além disso, o candidato deve se ater aos aspectos focalizados na situação escolhida, sem divagações, evitando, assim, que o texto produzido se configure como um caso de fuga ao tema, afinal, se o candidato fugir ao tema sua redação será anulada. Essa anulação se deve ao fato de o candidato demonstrar falta de capacidade para, minimamente, compreender e seguir as orientações apresentadas. 

A redação produzida pelo candidato somente será corrigida se estiver de acordo com as orientações e a situação proposta escolhida. E, para que o corretor seja justo nas avaliações, são seguidos critérios de correção das redações que, resumidamente, abrangem quatro aspectos: estruturação e argumentatividade, coesão, progressão-informatividade-situacionalidade e correção gramatical. 

Para dar início à correção da redação, são feitos dois questionamentos objetivos, cujas respostas decidirão se aquela redação é passível de correção ou não, ou se é parcialmente avaliável. São os seguintes os questionamentos: o desenvolvimento do texto corresponde à situação escolhida? O texto produzido atende a todas as orientações da situação escolhida? 

No que concerne à coesão, considera-se tanto a coesão referencial quanto a coesão sequencial. Na coesão referencial, avalia-se o emprego de todos os elementos coesivos referenciais tais como: pronomes pessoais, artigos, demonstrativos, possessivos, numerais, relativos, indefinidos, advérbios e expressões adverbiais, além do uso de expressões ou grupos nominais definidos, nominalizações, sinônimos, nomes genéricos, hiperônimos e lexemas idênticos. 

Para a análise da coesão sequencial, verifica-se a adequação do emprego dos modos e dos tempos verbais e dos conectivos, responsáveis pelo estabelecimento das relações de sentido entre orações. Importa lembrar que a concordância e a pontuação, quando provocam problemas de coesão, também são avaliadas nesse critério. 

Finalizando, há, ainda, a correção gramatical, em que são verificados "erros" de grafia, pontuação, concordâncias nominal e verbal, regências nominal e verbal e sintaxe de colocação. 

Ao iniciarem a leitura de um texto, os corretores analisam, em um primeiro momento, o conjunto de idéias veiculadas por ele, ou seja, seu conteúdo. Isso permite avaliar se o candidato seguiu minimamente as orientações ou instruções, se produziu um texto de cunho argumentativo ou expositivo ou se não fugiu ao tema – requisitos básicos para se corrigir uma redação. 

Feita a primeira leitura, passa-se então a avaliar, segundo critérios previamente definidos, a redação, deixando para o final o título, visto que ele deverá refletir o que foi enfocado no desenvolvimento do texto. 

Considerando o texto com uma atividade altamente complexa, entende-se também que, para a compreensão plena dessa entidade, é preciso analisá-la de modo que todos os seus aspectos constitutivos sejam considerados como de igual relevância. Assim, tanto os aspectos formais-estruturais como os discursivos-interativos são minuciosamente avaliados para que se ter a real compreensão do todo textual.

Fonte: PROFLIN


 

MM - MMXIII © Algo Sobre Vestibular, Enem e Concurso
Quem somos | Feed | Cadastre-se | Anunciar | Release | Termos do Uso
Você está sendo registrado com suas credenciais do Facebook.