Aspectos Econômicos da Paraíba

Algo Sobre

por:

sobre: Geografia

Alguns produtos merecem destaque no contexto de sua economia: o algodão, o sisal e o abacaxi. A pecuária também tem importância e as principais criações são de bovinos, suínos, ovinos e equinos.

No setor industrial salientam o alimentício, metalúrgicas, e o têxtil, das indústrias voltadas aos produtos da cana-de-açúcar. Destaca-se a mineração (calcário, caulim, bentonita, columbita, tantalita), agricultura (abacaxi, cana-de-açúcar, sisal, algodão, mandioca, tomate, manga, coco-da-baía, milho, feijão) e pecuária (bovinos, suínos, caprinos, ovinos e aves).O setor industrial responde por 16,3% do PIB estadual, de acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

IlustraçãoUm dos principais polos encontra-se em Campina Grande, onde estão sediadas companhias ligadas aos setores de metalurgia e confecções. A estratégia de oferecer incentivos fiscais a empresas dispostas a se estabelecer no Estado apresenta resultados modestos. Entre 1995 e 1999, 14 empresas de cerâmica, cimento, alimentos e têxtil instalam-se na Paraíba e geram 8 mil empregos.

  • Agricultura: cana-de-açúcar (4.759.682 t), banana (298.132 t), mandioca (234.410 t), milho (121.381 t), feijão (78.052 t), sisal (4.747 t), abacaxi (269.778.000 frutos), coco-da-baía (73.767.000 frutos) (prelim. maio/2002).
  • Extrativismo: lenha (855.574 m3), castanha de caju (372 t) (2000).
  • Pecuária: aves (7.267.094), bovinos (952.779), caprinos (526.179), ovinos (343.844), suínos (123.827) (2000).
  • Mineração: pedra britada (1.151.694 m3), granito ornamental (539.378 m3), bentonita (149.587 t), titânio (95.812 t), zircônio (18.124 t) (2000).
  • Indústria: alimentícia, de açúcar e álcool, de calçados (2000).
  • Exportação (US$ 105,3 milhões): tecidos de algodão (31%), calçados (25%), peixes e crustáceos (17%), açúcar e álcool (11%), sisal (8%).
  • Importação (US$ 90,2 milhões): máquinas têxteis (22%), cereais (10%), outras máquinas e motores (8%), algodão (7%), couro e pele (5%) (2001).

Em suma, a economia se baseia na agricultura (principalmente de cana-de-açúcar, abacaxi, mandioca, milho e feijão), na indústria (alimentícia, têxtil, sucroalcooleira), na pecuária (de modo mais relevante, caprinos, na região do Cariri) e no turismo.

O transporte marítimo é fundamental à economia paraibana. As exportações e importações são operadas principalmente através do Porto de Cabedelo

Aspectos Econômicos

Sob o ponto de vista econômico, considerando a P.E.A. (população economicamente ativa) correspondente aos setores econômicos, percebe-se que está ocorrendo uma redução no número de pessoas ocupando o setor primário paraibano, o que confirma a saída da população do campo. Enquanto isso, nas cidades, o setor terciário está sofrendo aumento gradativo, ao receber a população proveniente do setor primário.

A debilidade da indústria no Estado mostrou uma redução nos percentuais da população pertencente ao setor secundário entre as décadas de 70 e 80. A indústria, em 1995, teve uma crescimento de 7,7% e sua produção de 2,6%, que por pouco não se nivelou ao crescimento líquido demográfico.

Apesar da população paraibana continuar participando cada vez menos do setor primário, este ainda representa a base da economia do Estado. Os principais produtos agrícolas paraibanos são:

  • Abacaxi: Sobre o qual a Paraíba se destaca como o maior produtor, tendo grande importância para a exportação. O abacaxi é cultivado em Sapé, Mari e Mamanguape.
  • Sisal: Nos anos 50 e 60 foi o principal produto agrícola paraibano. Hoje ocupa o terceiro lugar na exportação estadual.
  • Cana-de-açúcar: Possui grande importância econômica, pois dela se fabrica o álcool usado como combustível. As principais áreas de cultivo são os vales, os tabuleiros e o litoral.
  • Algodão: Na região sertaneja, ocupa lugar de destaque. Essa cultura já representou o principal produto agrícola paraibano.
  • Mandioca, milho e feijão: São culturas de subsistência.

Na produção animal, destacamos os rebanhos:

  • Bovino: Sua produção se destina basicamente a alimentação local. Localiza-se mais intensamente no Agreste e no Sertão.
  • Suíno: Com a melhoria das técnicas de criação, o rebanho vem apresentando um crescimento. Localiza-se no Cariri e no Sertão.
  • Caprinos e Ouvinos: Fornece carne e leite. Localiza-se nos Cariris e no Sertão.
  • Equinos, Asininos e Muares: Destinados ao transporte.

Percebe-se que a pecuária é praticada de forma extensiva na Paraíba.

O Turismo

No turismo a Paraíba se destaca especialmente devido a suas praias urbanas, primitivas e de nudismo. Vale salientar que o ecoturismo tem crescido muito na Paraíba, com a valorização das àreas afastadas da capital, João Pessoa. Uma das àreas citadas como referência de ponto turístico do interior é o Lajedo de Pai Mateus. Em Campina Grande se encontra um dos maiores eventos juninos do Brasil, denominado "O Maior São João do Mundo."

Turismo em Campina Grande

Vista do Açude Velho em Campina Grande

Herdeira da cultura nordestina, Campina Grande luta por manter vivo o rico patrimônio representado pelas manifestações culturais e populares dessa região. A quadrilha junina, o pastoril, as danças folclóricas, o artesanato, etc., são alguns exemplos de manifestações da cultura popular que ainda encontram lugar na cidade.

Historicamente, Campina Grande teve, e continua tendo, papel destacado como polo disseminador da arte dos mais destacados artistas arraigados na cultura popular nordestina, a exemplo dos "cantadores de viola", "emboladores de coco", poetas populares em geral. Especialmente na música, é inegável a importância desta cidade na divulgação de artistas do quilate de Luiz Gonzaga, Rosil Cavalcante, Jackson do Pandeiro, Zé Calixto, dentre muitos, e até pelo surgimento de outros tantos como Marinês, Elba Ramalho, etc. Eventos como "O Maior São João do Mundo", Festival de Violeiros, "Canta Nordeste", as vaquejadas que se realizam na cidade, além de programações específicas das emissoras de rádio campinenses, contribuem fortemente para a preservação da cultura regional.

Turismo na cidade de João Pessoa

Vista do Bessa em João Pessoa

João Pessoa, fundada em 1585, é uma das mais antigas cidades do País e, por isso mesmo, é o retrato vivo do passado nas ruas e praças que remontam às origens da cidade.

A cidade baixa, a qualquer hora do dia ou da noite, tem sempre atrativos para quem busca na arquitetura dos últimos três séculos o testemunho do processo de desenvolvimento nordestino, além de outros encantos que se traduzem em ancoradouros do rio Sanhauá, casarões antigos, hotéis, igrejas e praças.

Deslumbram os olhos do turista as tradicionais igrejas, construções antigas e o clima de saudosismo que impera no Centro Histórico. Destacam-se ali as Igrejas de São Pedro Gonçalves, de São Bento (antigo Convento), do Carmo, com o Palácio Arquidiocesano, e a Catedral Metropolitana.

A Micaroa foi uma folia carnavalesca fora de época que agitava numerosos foliões no mês de Janeiro, nas praias de Cabo Branco e Tambaú na cidade de João Pessoa. Em 2005, a festa foi extinta dando lugar a eventos Indoor como o Fest Verão

Atrações e eventos culturais

  • Fest Verão - Praia de Intermares (Cabedelo)
  • Estação Nordeste - Centro Histórico/Praia de Tambaú
  • Festival Nacional de Arte - FENART (Espaço Cultural)
  • Muriçocas do Miramar - Miramar ao Busto Tamandaré
  • Cafuçu - Centro Histórico
  • Virgens de Tambaú - Av. Epitácio Pessoa/Praia de Tambaú
  • Caminhada pela Paz - Expedicionários ao Busto de Tamandaré
  • Procissão do Senhor Morto - Centro
  • São João da Capital - Centro Histórico
  • Festival de Quadrilhas Juninas - Espaço Cultural
  • Folia de Rua - Nos Bairros
  • Carnaval Tradição (Escolas e Tribos Indígenas) - Centro
  • Desfile Cívico de 7 de setembro - Getúlio Vargas/Lagoa
  • Mini Maratona da Cidade de João Pessoa - Centro à Cabo Branco
  • Carreata da Paz - Praça da Independência ao Busto de Tamandaré
  • Festa das Neves/Aniversário de Fundação da Cidade - Centro Histórico
  • Festival de Músicas Carnavalescas - Centro Histórico/Varadouro
  • Grito dos Excluídos/Diocese - Centro/Lagoa
  • PMJP Cultura nas Praças - Nos Bairros
  • Missa de Pentecostes/Arquidiocese da PB - Ginásio Esp. Ronaldão
  • Festival Aruanda do Áudio Visual - Campus UFPB
  • Festival de Verão - Praias de Tambaú e Cabo Branco
  • Romaria de Nossa Senhora da Penha - Centro à Praia da Penha
  • Reveillon - Praias de Tambaú e Cabo Branco
  • Brasil Mostra Brasil(Ed.Paraíba) - Espaço Cultural
  • Circuito Banco do Brasil de Vôlei de Praia - Praia de Tambaú
  • Parada Gay
  • Paraiba Fashion Week - Maison Blunelle
  • Manaíra Shopping Colection - Manaíra Shopping
  • Auto de Deus (Semana Santa) - Praça Dom Adauto (Centro)
  • Auto de Natal - Colégio Pio X (Praça da Independência)
  • Jampa InDoor - Praia do Jacaré (Cabedelo)
  • Vaquejada do Parque COWBOY - Valentina Figueiredo

Últimas Notícias

Inscrições para o Vestibular Unicamp 2015 terminam dia 11/9

Inscrições para o Vestibular Unicamp 2015 terminam dia 11/9

Quinta, 04/09/14
A Comvest encerra na próxima quinta-feira,  dia 11 de setembro (às 20 horas)... mais »
IBGE prevê cerca de 1,5 mil vagas em concurso ainda em 2014

IBGE prevê cerca de 1,5 mil vagas em concurso ainda em 2014

Quinta, 14/08/14
O IBGE espera autorização do governo federal para realizar um concurso público, ... mais »
UFPB divulga edital oferecendo 16 vagas para docentes em João Pessoa

UFPB divulga edital oferecendo 16 vagas para docentes em João Pessoa

Quinta, 14/08/14
Os candidatos que desejarem realizar sua inscrição devem procurar a secretaria d... mais »

Publique seu artigo

Utilize o espaço que o Algo Sobre disponibiliza para você professor, jornalista ou estudante divulgar seu trabalho com publicações no site.

Enviar agora