Divisor de Águas

Também conhecido como espigão. Define-se como uma linha imaginária separadoras das águas pluviais. Normalmente entende-se por linha de cumeada, isto é, linha divisora formada por altas montanhas, com suas grandes cristas, as quais desempenham o papel de divisor de águas. Uma prova disso são alguns dos divisores do Planalto Central do Brasil, os quais possuem suaves convexidades, muitas vezes, imperceptíveis e que tem a função de separadores de águas pluviais.

As abas das bacias sedimentares, por vezes, são ultrapassadas pelos divisores de águas que se encontram na escala 1/ 5000. 000. Com isso esses divisores encontram-se em terrenos de outras idades, desta forma não há coincidência entre as partes terminadas das bacias sedimentares e os divisores de água. Com o efeito de se ilustrar melhor, será indicado os diferentes trechos do divisor de águas da Bacia Amazônica, compreendendo terrenos que se estendem do Arqueano até o Holoceno.

A Bacia Nordestina nos Estados do Maranhão e Piauí, tem os rios em sua totalidade correndo sobre rochas sedimentares. Já a parte oriental apresenta a serra da Borborema como importante divisor, a qual é composta basicamente de rochas cristalinas. Os rios dessa área correm para o leste, atravessando o Agreste e a Mata. Por outro lado os rios que vão para o norte atravessam terrenos de idade muito variadas.

As serras do Espinhaço e Chapada Diamantina, são terrenos em sua maior parte pertencentes ao Pré-Cambriano, e estes terrenos possuem vários divisores de água.

Como exemplo, mostra-se dois casos de divisores de água numa estrutura sedimentar concordante inclinada;

- Os rios Taguarí e São Lourenço são os afluentes da margem esquerda do rio Paraguai, e estes tem sua cabeceira além da escarpa da linha de cuesta que margeia a planície sedimentar do Pantanal.

- A escarpa da "Serra Geral" é ultrapassada por epigenia pelos rios afluentes da margem esquerda do rio Paraná. Esses rios apresentam sua cabeceira no primeiro planalto, constituído basicamente de rochas do Pré-Cambriano. O rio Uruguai apresenta seus afluentes no planalto arenítico basáltico e seus divisores de águas, em rochas sedimentares - arenita ou rochas do derrame (Trapp).


Últimas Notícias

IBGE prevê cerca de 1,5 mil vagas em concurso ainda em 2014

IBGE prevê cerca de 1,5 mil vagas em concurso ainda em 2014

Quinta, 14/08/14
O IBGE espera autorização do governo federal para realizar um concurso público, ... mais »
UFPB divulga edital oferecendo 16 vagas para docentes em João Pessoa

UFPB divulga edital oferecendo 16 vagas para docentes em João Pessoa

Quinta, 14/08/14
Os candidatos que desejarem realizar sua inscrição devem procurar a secretaria d... mais »
Ministério do Planejamento autoriza concurso com mais de 100 vagas para o INPI

Ministério do Planejamento autoriza concurso com mais de 100 vagas para o INPI

Quinta, 14/08/14
As 140 vagas à serem preenchidas são para os cargos de Pesquisador em Propriedad... mais »

Publique seu artigo

Utilize o espaço que o Algo Sobre disponibiliza para você professor, jornalista ou estudante divulgar seu trabalho com publicações no site.

Enviar agora