Origens da Civilização Grega

Algo Sobre

por:

sobre: História

Introdução

No sul da Europa, em uma região de relevo e de litoral cheio de ilhas, desenvolvem-se a grande civilização grega. Uma civilização que nos deixou um vasto legado cultural, nos mais variados campos. Foi dos gregos que herdamos, por exemplo, os conceitos de cidadania e democracia. Neste trabalho falaremos sobre a sociedade grega, sua economia, cultura e religião.

A Grécia situa-se na península Balcânica, no sul da Europa. É banhada pelos mares mediterrâneo, ao sul, Egeu, a leste, e Jânio, a oeste. Na antiguidade, tinha como limite ao norte uma região denominada Macedônia.

As três Grécia

O território da Grécia antiga pode ser dividido em três grandes partes:

I. Grécia Continental à região ao norte do golfo de Corinto, localizada no interior do continente europeu.

II. Grécia peninsular à região ao sul do golfo de Corinto, a península do Peloponeso.

III. Grécia insular à região formada pelas diversas ilhas do mar Egeu e do mar Jânio, destacando-se entre elas a ilha de Creta, a maior de todas.

Sociedade:

A sociedade cretense era predominantemente urbana. As ruínas encontradas revelam cidades bem planejas, com ruas, calçadas, sarjetas, lojas de comércio e casas luxuosas. Desta cavam-se, entre elas, Cnossos, Faistos, Mália e Tilisso.

Palácio de Cnossos.

A maior parte da população das cidades dedicava-se ao comércio marítimo ou as oficinas artesanais, vivendo modestamente e trabalhando para sustentar o luxo das classes altas.

Parece, no entanto, que em Creta a vida das pessoas comuns era melhor que a de outras comunidades da antiguidade. Vários aspectos demonstram isso:

I. A economia cretense, baseada no artesanato e no comércio, proporcionava grande número de ocupações e mais chance de escolha de trabalho.

II. Em Creta existem poucos escravos, e eles eram geralmente estrangeiros. A escravidão não foi muito importante para a ida econômica cretense.

III. A liberdade social das mulheres cretense, liberdade não encontrada em outras regiões do mundo antigo, onde as mulheres eram semi-escravos dos homens. As obras de artes de Creta mostra mulheres passeando pelas ruas, praticando jogo e doenças, ocupando lugar de destaque nos teatros e nos circo. Eles participavam ao lado dos homens, de esportes como touradas ou lutas. Havia ainda as sacerdotisas, mais importantes do que os sacerdotes, que desempenhavam o papel principal nas cerimônias religiosas.

Economia: (primeiro império comercial marítimo)

Os cretenses tinham uma economia rica e variada. Praticavam a agricultura, criavam animais e produziam delicadas peças em cerâmica ou metal (cobre, bronze, ouro e prata) nas inúmeras oficinas artesanais.

Mas foi no comércio marítimo que os cretense mais se destacaram. Através dele, toda produção artesanal era vendida em diversas regiões do mundo antigo, como Egito e Mesopotâmia.

Creta dominou o comércio nos mares Egeu e Mediterrâneo, criando o primeiro império comercial marítima do qual temos conhecimentos (aproximadamente dois mil anos antes do Fenícios). A esse império dá-se o nome de talassocracia, palavra composta dos termos gregos talassos, que significa mar, e cracia, que significa poder.

Cultura e mentalidade: originalidade

 

Teatro grego.

Devido à sua localização, a ilha de Creta funcionava como ponto de encontro entre a Europa e o Oriente Médio. Por isso o povo cretense desempenhou importante papel na assimilação de elementos culturais a antiguidade oriental. Esses elementos depois de transformados e desenvolvidos, foram transmitidos em grande parte para a cultura grega.

Religião: os cretenses tinham uma religião matriarcal, isto é, adoravam uma deusa e não um deus. A principal divindade era a deusa-mãe, considerada a criadora de todos os seres vivos. Além de deusa-mãe também cultuavam animais como o touro e o minotauro (animal mitológico), certas árvores sagradas e objetos, como a cruz. Nos cultos religiosos, matavam-se diversos animais em sacrifício oferecido aos deuses. Os cretenses acreditavam numa vida depois da morte e, por isso, enterravam os mortes com objetos pessoais e alimentos, antigos considerados necessários, para o bem-estar da pessoa na outra vida.

Paternon.

Últimas Notícias

Inscrições para o Vestibular Unicamp 2015 terminam dia 11/9

Inscrições para o Vestibular Unicamp 2015 terminam dia 11/9

Quinta, 04/09/14
A Comvest encerra na próxima quinta-feira,  dia 11 de setembro (às 20 horas)... mais »
IBGE prevê cerca de 1,5 mil vagas em concurso ainda em 2014

IBGE prevê cerca de 1,5 mil vagas em concurso ainda em 2014

Quinta, 14/08/14
O IBGE espera autorização do governo federal para realizar um concurso público, ... mais »
UFPB divulga edital oferecendo 16 vagas para docentes em João Pessoa

UFPB divulga edital oferecendo 16 vagas para docentes em João Pessoa

Quinta, 14/08/14
Os candidatos que desejarem realizar sua inscrição devem procurar a secretaria d... mais »

Publique seu artigo

Utilize o espaço que o Algo Sobre disponibiliza para você professor, jornalista ou estudante divulgar seu trabalho com publicações no site.

Enviar agora