Ao ligarmos à televisão

Redação enviada por estudante de Resende-RJ

Ao ligarmos à televisão

O que mais tem preocupado os pais, nos últimos dias, é a relação da mídia com as crianças; impedi-las ou mostrar à elas a dura realidade? Essa é uma de nossas frequentes dúvidas.

Há alguns anos atrás, época de nossos pais, a televisão era vista de outra forma, transmitia-se mais programações infantis em horários noturnos, programações familiares e a violência não era tão grande como nos dias atuais. Mas infelizmente, esses dias mudaram; hoje ao assistir a um noticiário, o que mais vemos é violência aumentando cada vez mais e de diversas formas; pais matando filho e vice-versa; estupro; pedofilia; abandono... E consequentemente, a preocupação com nossas crianças também aumenta. O que passar a elas no meio de tanta crueldade?

Nossa vontade é de uma realidade fora dessa, mas infelizmente, cada dia que passa parece não encontrarmos solução para tanta violência, e tapar nossos olhos para a realidade é calar-se e compartilhar com o erro, não uma solução. O melhor que podemos fazer é protegê-las e prepara-las para o futuro, afinal, os adultos de hoje já foram crianças no passado e as crianças de hoje serão os adultos de amanhã.

O mundo só pode ser mudado, através de uma boa educação dada a criança de hoje, para futuramente ser um bom adulto e não gerar tanta violência. Assim não teremos o medo ao ligarmos à televisão.

Comentários sobre a Redação

Por: Philio Terzakis *

Autor, assim você me mata. Que crase é essa bem no título? Você liga a televisão ou você liga a a televisão? Revisão urgente das regras da crase! Entenda-se com a gramática porque esse trabalho não é meu.

Mas vou fazer logo um elogio. O texto está bem divididinho, com cada assunto em seu paragrafozinho. Não sei se você fez um planejamento, mas parabéns! É assim que se faz!

Bom, vamos aos probleminhas. Antes de mais nada, evite as frases longas demais (mais de duas linhas). Isso vai lhe ajudar a parar de escrever frases confusas – seu texto está cheio delas.

Exemplo: “Nossa vontade é de uma realidade fora dessa, mas infelizmente, cada dia que passa parece não encontrarmos solução para tanta violência, e tapar nossos olhos para a realidade é calar-se e compartilhar com o erro, não uma solução”.

Que tal: “Nossa vontade é de ter uma realidade diferente, mas infelizmente, a cada dia, não encontramos uma solução para tanta violência (PONTO) Tapar nossos olhos é calar e compartilhar o erro (PONTO) Não é uma solução”?

Está vendo como o ponto ajuda a “pentear” as frases? Com elas mais curtinhas, a gente consegue controlar melhor o sentido e até melhorar as palavras. Fica uma boniteza!

Cuidado com as locuções adverbiais. A gente não deve usar qualquer uma. Que história é essa que a mídia preocupa os pais “há alguns dias”? Alguns dias? Nossa! Faz décadas! Milhares de dias!

Por fim, revise a pontuação. Coloque menos vírgula e mais ponto. Não separe o sujeito do verbo. E, por favor, a não ser que você saiba usá-lo muito bem, não abuse do ponto-e-vírgula. Ele é mais delicado e exigente do que parece.


* Philio Terzakis é jornalista e mestre em letras, Philio está à frente da Letra, que oferece cursos de redação e francês. Ex-repórter do Correio Braziliense, do Jornal de Brasília e do Jornal da Paraíba, morou cinco anos em Paris, onde concluiu o mestrado e trabalhou como jornalista.

Últimas Notícias

IBGE prevê cerca de 1,5 mil vagas em concurso ainda em 2014

IBGE prevê cerca de 1,5 mil vagas em concurso ainda em 2014

Quinta, 14/08/14
O IBGE espera autorização do governo federal para realizar um concurso público, ... mais »
UFPB divulga edital oferecendo 16 vagas para docentes em João Pessoa

UFPB divulga edital oferecendo 16 vagas para docentes em João Pessoa

Quinta, 14/08/14
Os candidatos que desejarem realizar sua inscrição devem procurar a secretaria d... mais »
Ministério do Planejamento autoriza concurso com mais de 100 vagas para o INPI

Ministério do Planejamento autoriza concurso com mais de 100 vagas para o INPI

Quinta, 14/08/14
As 140 vagas à serem preenchidas são para os cargos de Pesquisador em Propriedad... mais »

Publique seu artigo

Utilize o espaço que o Algo Sobre disponibiliza para você professor, jornalista ou estudante divulgar seu trabalho com publicações no site.

Enviar agora