Pintor fluminense (25/2/1896-25/6/1962). Considerado um dos mestres da pintura moderna brasileira, demonstra preferência por temas populares. Nascido em Nova Friburgo, ainda adolescente segue para a Europa e faz cursos na França e na Su&iacutPressione TAB e depois F para ouvir o conteúdo principal desta tela. Para pular essa leitura pressione TAB e depois F. Para pausar a leitura pressione D (primeira tecla à esquerda do F), para continuar pressione G (primeira tecla à direita do F). Para ir ao menu principal pressione a tecla J e depois F. Pressione F para ouvir essa instrução novamente.

Título do artigo: Alberto Guignard

por:

Pintor fluminense (25/2/1896-25/6/1962). Considerado um dos mestres da pintura moderna brasileira, demonstra preferência por temas populares. Nascido em Nova Friburgo, ainda adolescente segue para a Europa e faz cursos na França e na Suíça.

Alberto Guignard Estuda pintura na Real Academia de Belas-Artes da Baviera, em Munique (1916), e aperfeiçoa-se em Florença (1920). Toma contato com os grandes mestres e é influenciado por artistas de seu tempo, como Cézanne e Matisse, e também pelo surrealismo. Volta ao Brasil em 1929 e vai morar no Rio de Janeiro. Desenraizado inicialmente, logo passa a abordar temas eminentemente brasileiros em suas obras, como A Família do Fuzileiro Naval (1930) e Natureza-Morta com Peixes (1933). Em 1943 orienta o grupo Guignard, uma espécie de ateliê coletivo fundado por Iberê Camargo.

No ano seguinte, Juscelino Kubitschek, então prefeito de Belo Horizonte, o convida para dirigir um curso livre de desenho na capital mineira. Registra paisagens de Minas Gerais, como Ouro Preto (1951). É um dos nomes mais representativos da chamada Geração dos anos 20-30, que recebeu as influências domodernismo da Semana de 22. Morre em Belo Horizonte.