Militar e político mineiro (16/11/1894-19/5/1984). Henrique Batista Duffles Teixeira Lott projeta-se nacionalmente por liderar, em 1955, o movimento que garante a posse do presidente eleito Juscelino Kubitschek. Nasce em SítPressione TAB e depois F para ouvir o conteúdo principal desta tela. Para pular essa leitura pressione TAB e depois F. Para pausar a leitura pressione D (primeira tecla à esquerda do F), para continuar pressione G (primeira tecla à direita do F). Para ir ao menu principal pressione a tecla J e depois F. Pressione F para ouvir essa instrução novamente.

Título do artigo: Henrique Teixeira Lott

por:

Militar e político mineiro (16/11/1894-19/5/1984). Henrique Batista Duffles Teixeira Lott projeta-se nacionalmente por liderar, em 1955, o movimento que garante a posse do presidente eleito Juscelino Kubitschek.

Nasce em Sítio, atual Antônio Carlos. Cursa a Escola Militar do Realengo, no Rio de Janeiro, e é declarado aspirante em 1914. Faz carreira no Rio Grande do Sul e torna-se general em 1944. Durante o governo Café Filho (1954) é forçado a se demitir do cargo de ministro da Guerra, por causa de sua posição legalista em favor da posse de Juscelino Kubitschek, eleito pelo Partido Social Democrático (PSD).

Café Filho sofre ataque cardíaco e se afasta do poder, sendo substituído pelo presidente da Câmara, Carlos Luz. Lott depõe Carlos Luz e impede a volta de Café Filho, garantindo assim a posse de JK. Durante o governo Juscelino ocupa o Ministério da Guerra. É candidato à Presidência em 1960, pela coligação PSD-PTB, sendo derrotado por Jânio Quadros. Morre no Rio de Janeiro.