Filósofo grego (341 a.C.-270 a.C.). Criador do epicurismo, corrente filosófica que postula como objetivo central do ser humano a busca da felicidade. Filho de pais atenienses, nasce na ilha de Samos e se interessa por filosofia ainda na adolPressione TAB e depois F para ouvir o conteúdo principal desta tela. Para pular essa leitura pressione TAB e depois F. Para pausar a leitura pressione D (primeira tecla à esquerda do F), para continuar pressione G (primeira tecla à direita do F). Para ir ao menu principal pressione a tecla J e depois F. Pressione F para ouvir essa instrução novamente.

Título do artigo: Epicuro

por:

Filósofo grego (341 a.C.-270 a.C.). Criador do epicurismo, corrente filosófica que postula como objetivo central do ser humano a busca da felicidade. Filho de pais atenienses, nasce na ilha de Samos e se interessa por filosofia ainda na adolescência.

Por volta de 14 anos, tem aulas com um discípulo de Demócrito. Na mesma época entra em contato com os ensinamentos do filósofo Xenócrates.

Quatro anos mais tarde viaja para Atenas, onde permanece estudando por um ano. Enquanto leciona em Mitiliene e Lâmpsaco, aproveita para amadurecer sua doutrina e formar um círculo íntimo de amizades. Aos 35 anos volta para Atenas e monta uma escola com o nome de Jardim. Vive na escola, em comunidade com amigos.

EpicuroPor causa de seu pensamento, muito prático, acaba se opondo ao pensamento platônico e aristotélico. O epicurismo é mal interpretado pelos adversários, para os quais o filósofo prega a exaltação do corpo e o desestímulo ao espírito e à cultura.

 Suas obras principais são Carta a Heródoto, Carta a Meneceu e DoutrinasCapitais. Supõe-se que, até morrer, em Atenas, tenha escrito mais de 300 volumes, a maior parte dos quais se perdeu.