Pintor paulista (1850-1899). Baseado na escola realista, na fase madura de sua obra aborda temas nacionais, retratando principalmente cenas do interior de São Paulo. José Ferraz de Almeida Júnior nasce em Itu. Em 1869 ingressa naPressione TAB e depois F para ouvir o conteúdo principal desta tela. Para pular essa leitura pressione TAB e depois F. Para pausar a leitura pressione D (primeira tecla à esquerda do F), para continuar pressione G (primeira tecla à direita do F). Para ir ao menu principal pressione a tecla J e depois F. Pressione F para ouvir essa instrução novamente.

Título do artigo: Almeida Júnior

por:

Pintor paulista (1850-1899). Baseado na escola realista, na fase madura de sua obra aborda temas nacionais, retratando principalmente cenas do interior de São Paulo. José Ferraz de Almeida Júnior nasce em Itu. Em 1869 ingressa na Academia Imperial de Belas-Artes e tem aulas com Vítor Meirelles e Le Chevrel.

Almeida JúniorViaja para Paris em 1876, com uma pensão dada por dom Pedro II, e aperfeiçoa-se com o artista Alexandre Cabanel. Pinta obras tipicamente acadêmicas, como Descanso do Modelo (1882) e Leitura (1892), e entra em contato com o impressionismo, mas não se influencia pela nova técnica. Volta ao Brasil e exibe O Derrubador Brasileiro na Exposição Geral de Belas-Artes, no Rio de Janeiro, em 1884.

Segue a tendência do retrato clássico, tornando-se conhecido por ser um dos primeiros nomes do academicismo brasileiro a valorizar a temática nacional - mais especificamente paulista -, com obras como Amolação Interrompida e Caipira Picando Fumo (1893). Recebe a medalha de ouro do Salão Nacional de Belas-Artes em 1898. É assassinado por razões passionais em Piracicaba (SP).