Atriz de teatro paulista (1921-1969). Considerada uma das personalidades mais importantes da classe teatral brasileira e líder da categoria na primeira fase do Regime Militar de 1964. Cacilda Becker Yáconis nasce em Pirassununga e inicia em Pressione TAB e depois F para ouvir o conteúdo principal desta tela. Para pular essa leitura pressione TAB e depois F. Para pausar a leitura pressione D (primeira tecla à esquerda do F), para continuar pressione G (primeira tecla à direita do F). Para ir ao menu principal pressione a tecla J e depois F. Pressione F para ouvir essa instrução novamente.

Título do artigo: Cacilda Becker

por:

Atriz de teatro paulista (1921-1969). Considerada uma das personalidades mais importantes da classe teatral brasileira e líder da categoria na primeira fase do Regime Militar de 1964. Cacilda Becker Yáconis nasce em Pirassununga e inicia em 1940, no Teatro do Estudante do Brasil, uma carreira que dura 29 anos.

Em 1948 ingressa no Teatro Brasileiro de Comédia (TBC). Em pouco tempo se torna a primeira atriz da companhia. Entre os principais trabalhos dessa fase estão Seis PersonagensàProcura de um Autor, de Luigi Pirandello, e Antígona, de Sófocles.

Cacilda Becker No cinema trabalha em A Luz dos Meus Olhos (1947) e Floradas na Serra (1954). Em 1958 funda a própria companhia, ao lado dos atores Walmor Chagas, seu marido, e Ziembinski. Encena peças como Longa Jornada Noite Adentro, de Eugene O''Neill, e A Visita da Velha Senhora, de Durrenmatt.

Preside em 1968 a Comissão Estadual de Teatro, em São Paulo. Em 6 de maio de 1969, durante a apresentação de Esperando Godot, de Samuel Beckett, sofre um derrame cerebral em consequência do rompimento de um aneurisma. Morre depois de 38 dias em coma.