Pintor paulista (18/7/1922-). Nasce em São Paulo e começa a estudar desenho e pintura aos 20 anos. Produz paisagens e naturezas-mortas, no estilo figurativo. A partir da 1ª Bienal de São Paulo (1951), orienta-se para a abstracionPressione TAB e depois F para ouvir o conteúdo principal desta tela. Para pular essa leitura pressione TAB e depois F. Para pausar a leitura pressione D (primeira tecla à esquerda do F), para continuar pressione G (primeira tecla à direita do F). Para ir ao menu principal pressione a tecla J e depois F. Pressione F para ouvir essa instrução novamente.

Título do artigo: Arcângelo Ianelli

por:

Pintor paulista (18/7/1922-). Nasce em São Paulo e começa a estudar desenho e pintura aos 20 anos. Produz paisagens e naturezas-mortas, no estilo figurativo. A partir da 1ª Bienal de São Paulo (1951), orienta-se para a abstracionismo.

Recebe um prêmio de viagem do Salão Nacional de Arte Moderna do Rio de Janeiro, em 1964, e vai para a Europa, onde permanece de 1965 a 1967 e expõe em várias capitais. O final dessa década se caracteriza por pinturas mais líricas, mas nos anos 70 o artista retoma o rigor geométrico, com superfícies em que a cor aparece ora transparente, ora saturada.

Arcângelo IanelliGanha o primeiro prêmio de pintura na Bienal Nacional de Salvador, em 1969. Recebe ainda um prêmio especial pelo conjunto da obra, no Salão de Artes Visuais de Porto Alegre (1970), e outro, de pintura, no Panorama de Arte Atual Brasileira, exposição realizada em 1973, em São Paulo.

O Museu de Arte Moderna paulista organiza uma retrospectiva sua em 1978, que se repete no MAM do Rio de Janeiro, em 1984. Em março de 1993, o Museu de Arte de São Paulo (Masp) realiza a mostra Ianelli: 50 Anos de Pintura.