Poeta e humanista italiano (20/7/1304-18 ou 19/7/1374). Autor de poesias que revelam intenso conhecimento humanista. É ele quem fixa a forma do...Pressione TAB e depois F para ouvir o conteúdo principal desta tela. Para pular essa leitura pressione TAB e depois F. Para pausar a leitura pressione D (primeira tecla à esquerda do F), para continuar pressione G (primeira tecla à direita do F). Para ir ao menu principal pressione a tecla J e depois F. Pressione F para ouvir essa instrução novamente.
Título do artigo:

Francesco Petrarca

97

por:

Poeta e humanista italiano (20/7/1304-18 ou 19/7/1374). Autor de poesias que revelam intenso conhecimento humanista. É ele quem fixa a forma do soneto. Filho de um advogado, nasce em Arezzo e, em 1312, muda-se com a família para Avignon, na França.

Por influência do pai, começa em 1316 a estudar direito em Montpellier, continuando o curso em Bolonha, em 1320. Com a morte do pai, em 1326, interrompe os estudos e volta a Avignon, onde se aprofunda em literatura. Em abril de 1327 vê Laura (provavelmente Laura Novaes, casada com Hugo de Sade) na porta da Igreja de St. Clare.

Francesco Petrarca Apaixona-se e dedica a ela amor platônico até o fim da vida. Os poemas de Rime e Canzoniere mostram a intensidade desse amor. Em 1333 viaja pela França e lê manuscritos clássicos nas bibliotecas monásticas. Em 1337 visita Roma pela primeira vez.

 De volta a Avignon, busca refúgio no monte Vaucluse para seus momentos de meditação. Em 1353 vai para Milão, onde permanece por oito anos. Transfere-se em 1361 para Pádua e depois para Veneza, cidade em que recebe várias vezes a visita de Boccaccio. Ainda em fase de intensa produção literária, muda-se para uma casa de campo em Arquà, na qual morre de malária.