Político catarinense (3/9/1888-16/7/1958). Ocupa a Presidência da República de 11 de novembro de 1955 a 31 de janeiro de 1956. Nas...Pressione TAB e depois F para ouvir o conteúdo principal desta tela. Para pular essa leitura pressione TAB e depois F. Para pausar a leitura pressione D (primeira tecla à esquerda do F), para continuar pressione G (primeira tecla à direita do F). Para ir ao menu principal pressione a tecla J e depois F. Pressione F para ouvir essa instrução novamente.
Título do artigo:

Nereu Ramos

97

por:

Político catarinense (3/9/1888-16/7/1958). Ocupa a Presidência da República de 11 de novembro de 1955 a 31 de janeiro de 1956. Nasce em Lajes, em uma família de políticos e grandes proprietários de terras. Forma-se em direito em São Paulo em 1910 e muda-se para Florianópolis.

Em 1927 inspira-se no Partido Democrático de São Paulo, que prega a abertura do processo eleitoral com a adoção do voto secreto, e funda o Partido Liberal Catarinense (PLC). Faz campanha eleitoral para deputado, na chapa que se opõe a Getúlio Vargas-João Pessoa, em 1930.

Com a derrota dos oposicionistas, adere aos revolucionários que derrubam o presidente Washington Luís, liderados por Vargas. A partir daí, participa da política como deputado federal em 1932 e constituinte em 1934; como governador eleito de Santa Catarina no ano seguinte; e como interventor do Estado Novo dois anos depois.

Nereu RamosCom a redemocratização em 1945, participa da Constituinte em 1946 e chega a vice-presidente da República no governo de Eurico Gaspar Dutra. É vice-presidente do Senado em 1955, durante a crise que antecede a posse de Juscelino Kubitschek.

Ocupa a Presidência por quase três meses em razão da licença de saúde do presidente Café Filho e do impedimento de Carlos Luz, presidente da Câmara afastado pelo Congresso. Com a posse de Juscelino, em 1956, é nomeado ministro da Justiça. Morre no exercício do cargo, em um desastre de avião em Curitiba.