Inventor norte-americano (27/4/1791-2/4/1872). Ganha notoriedade com a criação do sistema de sinais conhecido como código Morse, que tornou mais eficiente a comunicação por telégrafo. Samuel Finley Breese Morse naPressione TAB e depois F para ouvir o conteúdo principal desta tela. Para pular essa leitura pressione TAB e depois F. Para pausar a leitura pressione D (primeira tecla à esquerda do F), para continuar pressione G (primeira tecla à direita do F). Para ir ao menu principal pressione a tecla J e depois F. Pressione F para ouvir essa instrução novamente.

Título do artigo: Samuel Morse

por:

Inventor norte-americano (27/4/1791-2/4/1872). Ganha notoriedade com a criação do sistema de sinais conhecido como código Morse, que tornou mais eficiente a comunicação por telégrafo. Samuel Finley Breese Morse nasce em Charlestown, estado de Massachusetts.

Estuda no Yale College e se interessa pela eletricidade, ainda pouco compreendida na época, e pela pintura de retratos em miniatura. Estuda pintura na Inglaterra e, ao voltar aos Estados Unidos (EUA), faz retratos considerados obras-primas do gênero.

Samuel Morse Entre 1826 e 1845, funda a National Academy of Design, tornando-se o primeiro presidente da instituição. Além da atividade artística, continua as pesquisas na área da eletricidade e, no início da década de 1830, cria o telégrafo elétrico.

Monta o primeiro aparelho em 1835. Em 1839 conclui o trabalho de elaboração do código Morse. O sistema utiliza uma combinação de pontos, traços e pausas para transmitir informações por meio de impulsos telegráficos ou visuais. Em 1843 utiliza o sistema para construir a primeira linha telegráfica, que liga Baltimore a Washington.

No ano seguinte transmite a primeira mensagem: "What hath God wrougth!" (Que obra fez Deus!). Morre rico em Nova York. Sua fortuna deve-se à proliferação de linhas telegráficas nos EUA.