compared with them."Yin" links should be maintained on the bottle, because it is up to "Yin" (o Luna) half of the human body. It is made of schungite have, as we know now, a lot of amazing healing properties. 1. How to clean your body? We want to find the cause of an illness, we should not look for a long time. And \'tin canned food, flour, cereals, sugar, candy and soft drinks. And \'these products are those dead atoms which modern civilization has created include an inventory read more bactroban of the human body. If you think about it, you can see why they do not contain living cells. After all, none of the products in the box can not be for sale until it is destroyed not all signs of life, because otherwise rot products. What is the end product of 60% of the protein molecules which we can break down in the stomach and intestines (at cost gastritis, pancreatitis, colitis, etc.)? The final product was from - urea, uric acid, creatine, creatinine and other nitrogenous compounds..
[Bernardo Carvalho] Vamos descobrir um a época e "noites" diferentes das que vivemos. No fim da década de 1930 um grupo de antropólo... Pressione TAB e depois F para ouvir o conteúdo principal desta tela. Para pular essa leitura pressione TAB e depois F. Para pausar a leitura pressione D (primeira tecla à esquerda do F), para continuar pressione G (primeira tecla à direita do F). Para ir ao menu principal pressione a tecla J e depois F. Pressione F para ouvir essa instrução novamente.
Título do artigo:

Nove Noites

97

por:

[Bernardo Carvalho]

Vamos descobrir um a época e "noites" diferentes das que vivemos.

No fim da década de 1930 um grupo de antropólogos veio dos Estados Unidos para estudar grupos indígenas brasileiros. Jovens, estes antropólogos vieram graças a uma parceria entre o governo brasileiro e a Universidade de Columbia. A história de NOVE noites investiga a misteriosa morte de um antropólogo americano, Buell Quain, que se suicida após uma estada com os índios krahô, no Brasil, quando subitamente regressava à civilização. No meio da floresta, Quain, sem motivos aparentes, retalhou-se e enforcou-se na frente de dois índios horrorizados que o acompanhavam na volta para a cidade de Carolina.

Este é o ponto de partida da narrativa, um caso trágico, até mórbido, perdido nos anos e na memória.

O narrador / confessor do antropólogo responde pela parte ficcional de Nove Noites, ao passo que o próprio Bernardo Carvalho encarna e responde pelo lado jornalístico, do levantamento de dados que indiquem os reais motivos que levaram Buell Quain a dar cabo de sua existência. Não se sabe quem investiga, até porque ninguém nunca lhe perguntou a razão da sua curiosidade. Há a desculpa de querer escrever um livro, que vai adiantando para não levantar suspeitas.

A mistura que o autor tenta levar a termo é extremamente interessante como recurso literário: insere fotos e personagens da década de 1930 na história, como pessoas reais ou imaginárias, o leitor nunca sabe exatamente onde está pisando. Pela sua mão somos guiados por entrevistas com pessoas que privaram com Quain, arquivos públicos, e memórias deixadas em cartas, escritas pelo suicida antes de morrer, e por um seu amigo, com quem partilhou nove noites de conversas e revelações.

São vários mistérios que se interligam, e adensam a narrativa, em que o leitor partilha a claustrofobia e evasão de identidade das personagens.

Da mesma forma, Bernardo Carvalho abre um campo de especulação na mente do leitor, não somente sobre os motivos que ocasionaram a morte de Buell Quain, mas principalmente sobre o significado e as consequências da transferência de um jovem norte-americano para o interior das florestas brasileiras. O autor junta habilmente a realidade e a ficção, o romance e a investigação que desenvolveu sobre os índios e sobre o antropólogo. Como nos diz o próprio autor nos agradecimentos "é uma combinação de memória e imaginação, - como todo o romance, em maior ou menor grau, de forma mais ou menos direta".

Em outras palavras, Nove Noites é um excelente exemplo do nem sempre salutar choque cultural!

Fonte:
http://pt.shvoong.com/books/detective-story/1670066-nove-noites/