Pintor italiano (5/3/1696-27/3/1770). Um dos mais importantes artistas do barroco, seus trabalhos influenciam os grandes decoradores do século XIX. Nascido em Veneza, estuda desenho, perspectiva e composição com Gregorio Lazzarini. DiPressione TAB e depois F para ouvir o conteúdo principal desta tela. Para pular essa leitura pressione TAB e depois F. Para pausar a leitura pressione D (primeira tecla à esquerda do F), para continuar pressione G (primeira tecla à direita do F). Para ir ao menu principal pressione a tecla J e depois F. Pressione F para ouvir essa instrução novamente.

Título do artigo: Giammbattista Tiepolo

por:

Pintor italiano (5/3/1696-27/3/1770). Um dos mais importantes artistas do barroco, seus trabalhos influenciam os grandes decoradores do século XIX. Nascido em Veneza, estuda desenho, perspectiva e composição com Gregorio Lazzarini. Discípulo de Giambattista Piazzetta, reproduz o estilo sombrio do mestre. Aos 18 anos, já independente, pinta as glórias de Veneza e atinge sucesso internacional.

Giammbattista Tiepolo Faz O Sacrifício de Isaac para a Igreja de Ospedaletto, em Veneza, com predomínio de luz e sombra. Entre 1725 e 1728 cria afrescos para a Catedral de Udine. Nas cenas bíblicas, adota o realismo e a fantasia. Na capela Colleone, em Bergamo, executa Virtudes e Cenas da Vida de São João Batista (1732-1733).

Inspira-se em temas da commedia dell'arte para compor desenhos e gravuras como os da série Caprichos, que influenciam Goya. Depois de um período na Alemanha, volta à Itália em 1762 e, pouco tempo depois, viaja para a Espanha para decorar aposentos do palácio real. Morre em Madri. Desprezado pelo neoclassicismo, é valorizado pelos impressionistas.