repeat the word "harmony", we are not simply continue in its meaning deeper to see if the answer to two basic important questions: first, what kind of a universal language that our central nervous system converts all mixed in the area of ​​the brain access, information, and secondly, different and how hard by a chaos that information in our heads "nd to swallow", as, slender build if by magic, a generalized framework of different, colorful world. iymed synthroid online without prescription • A special offer? Take an interest, both anti-cellulite, Thalasso and slows the aging process protsedury.Poskolku patient\'s condition is worsening day by day, finally brought to me. During the meeting, I said that similar cases are not met, but given the desperation of the situation, is willing to get treatment if Tamara, part of it will help me. I must say that the result exceeded all expectations, but the road to success was long and difficult.
Poeta paulista (24/7/1890-11/7/1969). Eleito, em 1957, o Príncipe dos Poetas Brasileiros, sua obra é marcada pela construçã... Pressione TAB e depois F para ouvir o conteúdo principal desta tela. Para pular essa leitura pressione TAB e depois F. Para pausar a leitura pressione D (primeira tecla à esquerda do F), para continuar pressione G (primeira tecla à direita do F). Para ir ao menu principal pressione a tecla J e depois F. Pressione F para ouvir essa instrução novamente.
Título do artigo:

Guilherme de Almeida

97

por:

Poeta paulista (24/7/1890-11/7/1969). Eleito, em 1957, o Príncipe dos Poetas Brasileiros, sua obra é marcada pela construção cuidadosa dos versos.

Guilherme de Andrade e Almeida nasce na cidade de Campinas. Forma-se em direito em 1912 e passa a exercer, paralelamente, a advocacia e o jornalismo. Trabalha como cronista social e crítico cinematográfico, além de atuar como redator de diversos jornais paulistanos, entre eles O Estado de S.Paulo. A estréia na literatura acontece em 1917, com o livro Nós.

Guilherme de Almeida Seguem-se A Dança das Horas (1919), Encantamento (1925), Simplicidade (1929), Carta à Minha Noiva (1931), Cartas ao Meu Amor (1941) e Acalento de Bartira (1954), entre outros. Seus poemas apresentam, juntamente com o lirismo bem-composto, toques de ternura e exaltação amorosa, tornando-o muito popular entre o público feminino.

Em 1922 participa da Semana de Arte Moderna e funda a revista Klaxon. Viaja pelo país fazendo conferências e palestras nas quais defende e divulga os princípios da renovação artística e estética do modernismo. Mais tarde acentua as características formais e tradicionais de sua poesia, abandonando de certa forma os princípios da Semana de 22. Membro da Academia Brasileira de Letras, morre em São Paulo.