Filósofo grego (470 a.C.?-399 a.C.), considerado um dos fundadores da filosofia ocidental. Nasce em Atenas e inicia os estudos sobre a natureza da alma humana e a busca do conhecimento influenciado por Anaxágoras. Tido em sua época coPressione TAB e depois F para ouvir o conteúdo principal desta tela. Para pular essa leitura pressione TAB e depois F. Para pausar a leitura pressione D (primeira tecla à esquerda do F), para continuar pressione G (primeira tecla à direita do F). Para ir ao menu principal pressione a tecla J e depois F. Pressione F para ouvir essa instrução novamente.

Título do artigo: Sócrates (Filósofo)

por:

Filósofo grego (470 a.C.?-399 a.C.), considerado um dos fundadores da filosofia ocidental. Nasce em Atenas e inicia os estudos sobre a natureza da alma humana e a busca do conhecimento influenciado por Anaxágoras. Tido em sua época como o mais sábio dos homens, julga-se imbuído da missão divina de converter os cidadãos de Atenas à sabedoria e à virtude.

Usa o diálogo como método para levar as pessoas a reconhecer a própria ignorância. Não deixa obra escrita. Seu pensamento só pode ser conhecido por meio das obras de Platão e Xenofonte, seus discípulos. Platão idealiza o mestre, enquanto Xenofonte aborda as teorias socráticas de forma mais realista.

Sócrates Sócrates questiona as tradições gregas, entre elas costumes dos cidadãos e suas crenças, inclusive nos deuses. A inteligência para pensar e o talento para a oratória o tornam popular entre os jovens atenienses, o que desperta a atenção dos cidadãos poderosos e conservadores da cidade.

Denunciado como subversivo por não acreditar nos deuses gregos, por introduzir novos deuses e por corromper a juventude, é condenado a suicidar-se com cicuta, sentença cumprida em Atenas.