In cases of neurasthenia, psychosis, Parkinson\'s disease, epilepsy and insults meridian energy cycle character: chronic kidney disease, which is coated with renal sindromom.Piyavka digestive system with sensitive skin through the difficulty leech breathing skin and skin to protect the skin external stimuli to perform another function - is a sensor... leeches. Leeches in developed muscles, consisting of a ring of muscle that covers the whole body, and constitute a sucker leech, longitudinal muscles stretching the length of the body, order revia no mrdoc prescription the abdominal muscles back. This is the possible structure of the muscle Staa system leech is very influential, so versatile and quick movements. Soda and milk intestines clean when finished cleaning the body of pre-cleaning of ships, you can proceed to the most important stage. First, remember the role of all devices in the operation of ships in our bodies. As is known, the endocrine glands secrete hormones in the blood, regulate the various organs and antibodies work.
Constatação experimental da pressão no seio de um líquido Varias experiências evidenciam a pressão suporta... Pressione TAB e depois F para ouvir o conteúdo principal desta tela. Para pular essa leitura pressione TAB e depois F. Para pausar a leitura pressione D (primeira tecla à esquerda do F), para continuar pressione G (primeira tecla à direita do F). Para ir ao menu principal pressione a tecla J e depois F. Pressione F para ouvir essa instrução novamente.
Título do artigo:

Pressão em um Líquido

94

por:

Constatação experimental da pressão no seio de um líquido

Varias experiências evidenciam a pressão suportada por ume superfície mergulhada no seio de um líquido em equilíbrio Dentre elas citaremos apenas e experiência realizada com a cápsula manométrica. A cápsula manométrica consta essencialmente de uma caixa dotada de uma membrana elástica . A caixa é ligada a um tubo em forma de U por meio de um condutor flexível.

 

b_337_136_16777215_01_images_stories_fisica_pressao_liquido_01.gif

 Nos ramos do tubo em U colocamos um líquido colorido. Pelo desnível do liquido nos ramos do tubo analisamos a pressão exercida sobre a membrana elástica da capsula. 

Inicialmente o líquido alcança o mesmo nível em ambos os ramos do tubo como se vê na figura. Isto se dá porque a pressão exercida na superfície livre do liquido contido no ramo esquerdo é a mesma pressão exercida sobre a superfície da membrana; esta pressão é a pressão atmosférica.

Se você introduzir e cápsula no seio de um líquido em equilíbrio contido num recipiente, notará que se estabelece um desnível nos ramos do tubo em U, fato que comprova a existência de uma força imposta pelo líquido na superfície de membrana, ou seja, comprova a existência de pressão que o líquido exerce sobre a membrana da cápsula A força exercida pelo líquido é perpendicular à superfície da membrana, pois caso contrário a componente tangencial dessa força arrastaria a cápsula, o que não ocorre na prática. 

À medida que você aprofunda a cápsula no líquido o desnível no tubo em U aumenta, mostrando que a pressão exercida pelo líquido cresce com a profundidade. Num mesmo ponto, no seio do líquido, você pode girar a capsula à vontade sem acarretar alteração no desnível nos ramos do tubo em U, significando este fato que a pressão independe da orientação da superfície da membrana elástica da cápsula.

A pressão exercida pelo líquido na membrana da cápsula a dita pressão hidrostática. Se à pressão hidrostática adicionarmos a pressão exercida pela atmosfera sobreposta ao líquido teremos a chamada pressão absoluta .

 Do que ficou dito até o momento, você conclui que no seio de um líquido a uma dada profundidade a pressão é igual em todos os pontos. Em outras palavras se considerarmos um plano paralelo à superfície do líquido a pressão será a mesma em todos os pontos deste plano. Dados agora dois pontos A e B, localizados em diferentes profundidades, no seio do líquido, qual será a diferença de pressão de um ponto para outro? A resposta a essa pergunta á dada peio Principio de Stevin que passamos a enunciar. 

Principio fundamental da Hidrostática ( Princípio de Stevin)

"A diferença entre as pressões em dois pontos considerados no seio de um líquido em equilíbrio (pressão no ponto mais profundo e a pressão no ponto menos profundo) vale o produto da massa especifica do líquido pelo módulo da aceleração da gravidade do local onde é feita a observação, pela diferença entre as profundidades consideradas."

b_256_163_16777215_01_images_stories_fisica_pressao_liquido_02.gif 

Simbolicamente:

pa - pb = dgh 

A partir do Teorema de Stevin podemos concluir :

  • A pressão aumenta com a profundidade. Para pontos situados na superfície livre, a pressão correspondente é igual à exercida pelo gás ou ar sobre ela. Se a superfície livre estiver ao ar atmosférico, a pressão correspondente será a pressão atmosférica, patm .

 Na figura abaixo tem-se o gráfico da pressão p em função da profundidade h.

 

b_303_172_16777215_01_images_stories_fisica_pressao_liquido_04.gif

 

  • Pontos situados em um mesmo líquido e em uma mesma horizontal ficam submetidos à mesma pressão;
  • A superfície livre dos líquidos em equilíbrio é horizontal.

Exemplo:

Temos um mergulhador estacionado a 10 m de profundidade. No mesmo nível em que se encontra existe uma gruta que encerra ar. Calcule a pressão a que se acham submetidos o mergulhador e o ar da gruta. Considere:


dágua = 1.000 kg/m3

g = 10 m/s2

patm = 105 N/m2.