Adequação da Linguagem ao Contexto

A redação deve ser um ato efetivo de comunicação. Por isso, ao escrever, https://www.algosobre.com.br/redacao/adequacao-da-linguagem-ao-contexto.html
Algo Sobre

por:

sobre: Redação

A redação deve ser um ato efetivo de comunicação. Por isso, ao escrever, você deverá levar em conta diversos fatores que determinam o tipo de texto a ser produzido.

Ao escrever, o emissor deverá ter em mente o contexto em que sua mensagem será produzida. Desse contexto, é importante salientar a finalidade do texto e o receptor a que ele se destina.

A finalidade do texto

Você já sabe que, toda vez que o objetivo for simplesmente informar alguma coisa a alguém (como acontece nos jornais, nos textos técnicos, nos livros didáticos etc.), a função predominante da linguagem será a referencial. Entre os dois textos que seguem, o primeiro é o mais adequado para ser utilizado numa aula de geografia. Compare-os.

Texto 1

Brasília, sede administrativa do país, foi inaugurada pelo presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira, em 21 de abril de 1960, após 1000 dias de construção. Em 1987, foi tombada pela Unesco como patrimônio Cultural da Humanidade. (Folheto da Setur - Secretaria de Turismo do Distrito Federal)

Texto 2 ( Brasília: esplendor, por: Clarice Lispector)

Brasília é uma cidade abstrata. E não há como concretizá-la. É uma cidade redonda e sem esquinas. Também não tem botequim para a gente tomar um cafezinho. É verdade, juro que não vi esquinas. Em Brasília não existe cotidiano. A catedral pede a Deus. São duas mãos abertas para receber. Mas Niemeyer é um irônico: ele ironizou a vida. Ela é sagrada. Brasília é uma piada estritamente perfeita e sem erros. (...) Brasília é um futuro que aconteceu no passado.

Dependendo então, do seu objetivo como emissor, você escreverá um texto em que predomine função referencial, poética, emotiva, fática, metalinguística ou conativa.

O receptor a quem se destina o texto

Quando escrevemos, precisamos ter em mente, ainda que de forma genérica, o tipo de receptor a quem o nosso texto se destina. Descrever um hipopótamo para uma criança é diferente de fazê-lo para um zoológico. Narrar um jogo de futebol para um leigo é diferente de fazê-lo para um especialista no assunto.

Para tornar-se uma pessoa que se expressa bem em língua portuguesa, você precisa saber quando empregar o nível culto ou o coloquial da linguagem. Adequar o nível de linguagem ao contexto e ao receptor é, pois, requisito básico para se escrever bem.


Últimas Notícias

Unicamp recebe pedidos de isenção da taxa do Vestibular 2017

Unicamp recebe pedidos de isenção da taxa do Vestibular 2017

Quarta, 20/04/16
A Comvest receberá a partir desta quarta-feira, 20 de abril, os pedidos de isençã... mais »
Pesquisa brasileira mostra como vírus Zika age no cérebro

Pesquisa brasileira mostra como vírus Zika age no cérebro

Terça, 19/04/16
O trabalho, publicado na revista científica Science , pode ajudar a encontrar medi... mais »
Enem 2016: MEC publica edital com as novas regras

Enem 2016: MEC publica edital com as novas regras

Sexta, 15/04/16
As provas do Enem 2016 serão aplicadas em 5 e 6 de novembro. As datas foram anun... mais »

Publique seu artigo

Utilize o espaço que o Algo Sobre disponibiliza para você professor, jornalista ou estudante divulgar seu trabalho com publicações no site.

Enviar agora