Político mineiro (4/3/1910-21/4/1985). Sua eleição para a Presidência da República pelo Colégio Eleitoral, em 1985, marca o fim do Regime Militar de 1964. Em 1933 começa a carreira política como vereaPressione TAB e depois F para ouvir o conteúdo principal desta tela. Para pular essa leitura pressione TAB e depois F. Para pausar a leitura pressione D (primeira tecla à esquerda do F), para continuar pressione G (primeira tecla à direita do F). Para ir ao menu principal pressione a tecla J e depois F. Pressione F para ouvir essa instrução novamente.

Título do artigo: Tancredo Neves

por:

Político mineiro (4/3/1910-21/4/1985). Sua eleição para a Presidência da República pelo Colégio Eleitoral, em 1985, marca o fim do Regime Militar de 1964. Em 1933 começa a carreira política como vereador em São João del Rei, sua cidade natal.

Elege-se deputado estadual em 1945 e federal em 1950. Nomeado ministro da Justiça do governo Getúlio Vargas, em 1953, deixa o cargo no dia da morte do presidente. Com a renúncia de Jânio Quadros, em 1961, convence o vice João Goulart a aceitar a Presidência sob regime parlamentarista.

Tancredo NevesNomeado primeiro-ministro, fica no cargo até 1962. Filia-se ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB) e elege-se para a Câmara em 1966, 1970 e 1974, e para o Senado em 1978. Quatro anos depois é eleito governador de Minas Gerais. Sua candidatura a presidente surge como alternativa quando a emenda Dante de Oliveira, que previa o restabelecimento das eleições diretas para a Presidência, é derrotada.

Elege-se em 1985. Na véspera da posse é internado no Hospital de Base de Brasília com dores no abdome. Dias depois é transferido para o Instituto do Coração, em São Paulo. Após sofrer sete cirurgias, morre, no dia 21 de abril, de infecção generalizada.